Microcimento: 3 Aspetos a ter em Conta antes da Aplicação!
13/06/2018 Microcrete

Microcimento: 3 Aspetos a ter em Conta antes da Aplicação!

Categoria: Aplicação
microcimento

O microcimento Microcrete requer, à semelhança de outros materiais, alguns cuidados para que a aplicação seja bem-sucedida. O segredo está no tipo e condições da base sobre a qual será aplicado.

Um bom suporte é, com efeito, fundamental para a durabilidade de qualquer revestimento, quer seja microcimento, cerâmica, papel de parede ou pintura. Por isso, faça uma avaliação detalhada à superfície previamente existente.

Antes de remodelar qualquer espaço, tenha em conta os fatores e cuidados que elencamos de seguida. Estes contribuem para uma aplicação perfeita e duradoura do microcimento.

 

3 Aspetos a considerar antes de aplicar microcimento Microcrete

 

1. Resistência

Se o suporte for parede em reboco, é necessário perceber se a superfície é dura. Existem vários truques para avaliar a dureza deste tipo de materiais. O mais eficaz é passar um prego e verificar se o reboco não é perfurado pelo mesmo com facilidade.

Caso o pavimento ou parede seja revestido a cerâmica, é necessário bater com um martelo, de forma a assegurar que o material está bem colado. Se houver azulejos soltos, os mesmos devem ser retirados e o espaço vazio deve ser preenchido com Microcrete Base.

 

2. Humidade

Outro fator que influencia diretamente a qualidade e durabilidade do microcimento é a humidade. Esta condição pode retardar a cura do revestimento, retirando-lhe resistências finais, que, no caso dos pavimentos, são extremamente importantes.

Antes da aplicação, assegure-se de que a área a revestir está devidamente limpa e seca. Faça-o com recurso a um medidor de humidade de superfícies. A avaliação é simples e rápida, bastando encostar o aparelho ao material a ser testado. O valor máximo de humidade não deve ultrapassar os 5%.

 

3. Fissuras e juntas de dilatação

Uma das vantagens do microcimento Microcrete é a sua continuidade, que lhe confere atributos de extrema funcionalidade. De facto, este material não precisa de juntas e fissuras, desde que o suporte onde vai ser aplicado não as possua. Contudo, sempre que estas existam, o revestimento mantê-la-á.

Existem vários tipos de fissuras, cujas origens devem ser analisadas e identificadas antes de se proceder ao respetivo tratamento. Se forem inativas, podem ser tratadas com sucesso, garantindo que não ficam visíveis no resultado final.

 

Quer aplicar microcimento Microcrete, mas não tem a certeza quanto ao estado do suporte? Tem um projeto mas tem dúvidas sobre a aplicação deste revestimento ou se é a melhor solução? Confie na enorme experiência dos nossos profissionais! Fale connosco e peça-nos uma opinião. Solicite uma avaliação detalhada ou esclareça logo as suas questões.

 

 

QUERO SABER MAIS

Comentários (0)

Comentar artigo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*